Responsive image

março 13, 2017

Inspirações gringas de moda plus size

Postado por Erica

Bom dia, Mulherzinhas

Não é de hoje que nós gordas sabemos da dificuldade que é achar roupas maiores que 44 com uma modelagem legal, caimento bacana e visual moderno.  Sim, sim, hoje já melhorou e muito a visão das marcas refentes as mulheres com corpos curvilíneos ou plus size, mas ainda assim vemos uma disparidade enorme entre preços e caimentos.

Por essas razões, eu me joguei nas lojas gringas e tenho gostado bastante, por isso decidi trazer para vocês algumas inspirações gringas de moda moda plus size 🙂  Se preparem pq hoje o post é basicamente de fotos para você se inspirar e montar seu próprio look 🙂

 

Gorgeous @sometimesglam ❤️ Get Crystal’s look now via the link in our bio ☝️️#XOQ

Uma publicação compartilhada por ELOQUII (@eloquii) em

Dresses we love. The ‘Bell’ and ‘Victoria’ dresses. #rue107 #ruebabe #makeastatement #availablenow ?

Uma publicação compartilhada por RUE107 (@rue107) em

Boss look for a #bossbabe. #ruebabe @hayet.rida slays in her ‘Tall Girl’ pants! ?? #ruebabe #makeastatement #rue107

Uma publicação compartilhada por RUE107 (@rue107) em

Ain’t no messing with my clique! Especially when we are decked out in @christian_omeshun #SquadGoals #MyHittas ? @mrbbahner

Uma publicação compartilhada por Chardline Chanel ?? (@plussizebeausion) em

Did you check out my latest post featuring @kierrasheard line called @eleven60 ? Click the link in the bio for more details! #luvmythick

Uma publicação compartilhada por Chardline Chanel ?? (@plussizebeausion) em

[New blog post] Fleurs fanées

Uma publicação compartilhada por Big or not to big (@bigornot) em

Send nudes ? happy v-day babes!!!! celebrate yourself today ? wearing @bynadiaaboulhosn duster ?: @lydiahudgens

Uma publicação compartilhada por Gabi Gregg (@gabifresh) em

Grey skies, grey jeans. ?

Uma publicação compartilhada por Jay Miranda (@pinklip) em

Blush + white is one of the best color combos. More on the blog ?

Uma publicação compartilhada por Jay Miranda (@pinklip) em

Depois de todas as fotos, de todas essas beldades plus e de todos os looks acho que podemos tirar algumas lições ou dicas (se vcs preferirem)

  1. Gorda pode usar qualquer tipo de roupa.
  2. Gorda pode usar qualquer cor, estampa e textura de tecido.
  3. Dentro do plus size temos mulheres com vários tipos de corpos, o que caracteriza moda plus size é a numeração maior que 44.
  4. Gorda precisa (necessariamente) usar roupas no tamanho certo, nem 2 números menores e nem 2 maiores.
  5. Gorda pode ousar sim no look, desde que tenha a ver com seu estilo.
  6. Uma gorda empoderada é linda, elegante, chique, moderna e pode desfilar pela rua como todas as outras pessoas.

Tags: , , ,

janeiro 5, 2017

Tubinho plus size

Postado por Erica

Bom dia, Mulherzinhas!
Para o primeiro post de look do ano escolhi um modelo tubinho que na minha opinião cai bem em qualquer tipo de corpo desde que seja do seu tamanho.
Origem do modelo tubinho
Considerado um dos maiores ícones da moda feminina, o vestido tubinho surgiu nos anos 1960, pelas mãos do famoso estilista Yves Saint-Laurent (1936-2008). A novidade causou verdadeiro alvoroço entre as mulheres ao adotar um conceito moderno e extremamente ousado para os padrões da época.

 

Ele apresenta uma proposta completamente diferente. Com desenhos retos e justos, o modelito destaca as curvas femininas, deixando a inocência de lado e investindo na sensualidade e no poder de conquista da mulher. Dessa forma, mais do que uma peça de roupa, pode-se dizer que o vestido tubinho também representava a independência feminina, ao mesmo tempo em que desconstruía a imagem da mulher como sexo frágil perante a sociedade.
O vestido tubinho vem sofrendo diversas variações, mas nunca perdeu sua principal característica, que é a de destacar a silhueta feminina. Dono de um charme único e atemporal, o modelo tornou-se respeitado na história da moda, possuindo a habilidade de se adaptar a novas tendências e se reinventar a cada novo tempo.
(Fonte: Jornal GGN – http://jornalggn.com.br/noticia/vestido-tubinho-um-dos-modelos-mais-famosos-da-historia)
O pulo do gato – dica
Fique atenta ao comprimento do vestido.
Mas Erica, como escolher entre os curtos e médios?
Isso depende da ocasião, sua altura e a idade.  Se for um evento formal o ideal é usar um modelo mas comprido, já para as baixinhas é liberado alguns dedos acima do joelho.
Estampas, formatos e acessórios
Hoje temos uma infinidade de tubinhos estampados e em vários formatos, e o principal ponto positivo dessa variação é que o modelo se encaixa em qualquer tipo de corpo.
Eu dei preferencia por um modelo que lembra jeans e a faixa na cintura serve para marcá-la, assim consigo evidenciar essa parte do corpo e como sou gorda ajuda a modelar a silhueta.
Já os acessórios, dei preferencia para um sapato vermelho de salto anabela (pq gosto de cores), aqui vale lembrar que cores nudes alongam a silhueta,  uma bolsa de madeira que eu acho super diferente e estilosa (alguns falarão que é brega ???) e um colar douradão que também acho lindo rs
Você também pode optar por um sapato estilo scarpin de salto baixo e uma bolsa quadrada média/grande.
“Lembrando que eu não sou consultora de moda, apenas dou sugestões que ficam legais no meu corpo e com meu estilo.”
Onde comprar
Vestido: Posthaus, alias meninas plus essa site tem modelos incríveis para nós.
Sapato: Beira Rio – Conforto
Colar: Bijoux Brasil (somente atacado)

Tags: , , , ,

dezembro 8, 2016

Vestido balonê – plus size

Postado por Erica

Bom dia!  Hoje eu farei o primeiro post com look do dia!! Estou começando, não sou modelo, preciso treinar e acertar algumas coisas.
Para começar, decidi usar um vestido balonê – plus size – e levemente mullet que acho simplesmente lindo e diferente.
Mas calma que eu explico o que significa cada um desses termos.

Balonê

O balonê pode ser encontrado nos vestidos, saias ou shorts.
Como o nome já diz, esse corte tem a forma de um balão fanzido que começa na cintura e termina em direção a barra, dando movimento e graciosidade ao tecido e a roupa.
A popularidade do estilo balonê aconteceu na década de 50 e depois nos anos 80, quando a marcação da cintura retornou para sua posição inicial.
Os modelos que têm o corte chamado de balonê, antes eram chamados de “balão” e quando surgiram, poderiam variar de tamanho e fazer com que as roupas passassem dos joelhos.
Atualmente, os cortes balões ou balonês são mais utilizados em minisaias e shorts mais curtos, mas sempre mantendo a forma afunilada criada pelos estilistas logo após a segunda guerra mundial.
Os tecidos mais indicados para os modelos com corte balonê são as malhas, os tafetás e os cetins, que se saem melhor no uso da técnica e dão um acabamento perfeito para o molde.

Mullet

Saia mullet é aquele modelo mais curto na frente aparentando uma cauda na parte de trás.
O modelo foi inspirado em um corte de cabelo que foi moda entre homens e mulheres na década de 80.
Além das saias, o corte mullet também pode ser conferido em vestidos e, menos frequentemente, em blusas.
O comprimento mullet também é visto com frequência no tapete vermelho por ser uma maneira glamorosa de mostrar as pernas usando um vestido de gala.
Pode ser, inclusive, uma alternativa bem interessante para as baixinhas.
Usado com saltos altos e sem cauda arrastando, o modelo pode alongar a silhueta.
Os mullets também foram a aposta de várias grifes e marcas consagradas nas últimas temporadas, tanto no verão quanto no inverno, pode investir no modelo sem medo de errar.
O modelo que estou usando é um roxo vivo com detalhes em lilás.
Ele é levemente balonê e tem um leve mullet, um pouco mais curto na frente.
Os bolsos são desconstruídos e grandes.
Esse modelo fica legal em mulheres plus size desde que tenha uma cintura mais marcada, pq se o vestido tiver corpo reto dará a impressão de um copo sem curvas e grande, por isso é importante ser acinturado.
Optei por não usar colar pq o vestido já tem muita informação.
O sapato também roxo e com salto médio para alongar um pouco a silhueta.
Usei uma bolsa pequena para não pesar no visual e deixar o look mais gracioso.
Por incrível que pareça, nesse dia até meu esmalte era roxo rsrs
O look principal é monocromático e fica super fácil de combinar tantocom sapato preto, rosa e até um vermelho.
Por ser o primeiro post de look, deixo os comentários mega livre para críticas e sugestões.

Tags: , , , , , ,

outubro 3, 2016

Preto e branco, clássico para toda a vida.

Postado por Erica

Bom dia, Mulherzinhas!!

Não existem cor mais clássica do que o preto e o branco e ainda assim são modernos.
Em alta, a combinação dos dois tons é ideal para quem quer deixar o visual mais chique e na moda. Sinônimo de elegância, o look preto-e-branco (PB) está diretamente associado à masion francesa Chanel, que experimentou a combinação no vestuário feminino, por volta da década de 1930, e virou case de sucesso.

Mais fácil de combinar, a junção das duas tonalidades pode ser adaptada de acordo com a ocasião. Caso tenha uma festa chiquérrima, aposte na combinação de saia + blusa ou um vestido longo bicolor. Se quiser usar P&B no trabalho, para começar, invista num terninho preto e uma regata branca bem elegante (sem estampas). Depois de acostumar com o look, inverta as cores.

Preto e branco é aquele tipo de combinação que é quase impossível errar.
Vai bem tanto em magras como em plus size, em altas e baixas, em qualquer tipo de corpo.
Você pode usar na balada, para trabalhar, ir no shopping, em um casamento…são duas cores super democráticas.

Quem segue um estilo mais minimalista pode apostar na combinação de calça preta + blusa branca com bolsa estruturada e sandália. Outra opção é o vestido bicolor frente única, que além de sofisticado é prático e confortável. Ambos os looks podem ser usados com cardigãs, jaquetinhas, blazers ou casacos mais pesados!
Para quem prefere a predominância do preto na produção, a dica é usar a cor nas peças principais – calça, blazer e bolsa – e dar o toque final com uma blusa estampada dentro da proposta black & White.
Por outro lado, um look em que predomina o branco também pode ficar super sofisticado se usado da forma correta: blazer e calça sequinhos, com corte impecável, complementados por acessórios em preto e dourado.
Preto e branco sempre funcionam: podem imprimir clássico, cool, moderno, rocker… Tudo depende da pegada que você dá.

 

A dupla mais amada do mundo fashion nunca saiu de moda. A tendência se renova a cada estação e na próxima temporada não vai ser diferente.
Se antes o duo preto e branco estava em blocos pesados e combinações de peças inteiras de uma só cor, agora a dupla chega repleta de grafismos, formas geométricas, zigzags, arabescos, florais (principalmente grandes) e é claro, das onipresentes listras.

 

Não adianta tentar fugir, preto e branco é vida e hoje acho que todas nós temos uma peça dessas cores no armário 🙂

Mas (pq sempre tem um mas) alguns cuidados são necessários:

  • Quando usar uma calça branca fique atenta a cor da calcinha.
  • Se usar uma blusa branca com transparência os cuidados devem ser redobrados para não ficar vulgar, principalmente no trabalho.
  • Para as blusas pretas cuidado com o tipo de desodorante que você, não queremos blusas com aquele pós branco horrível rs o mesmo cuidado vale para as brancas, que podem ficar amareladas.
  • Sapatos brancos, devem ser brancos e não encardidos 🙂 o mesmo vale para roupas brancas 🙂

Tags: , ,

agosto 11, 2016

Meia calça, escolha a sua!

Postado por Erica

Bom dia, Mulherzinhas!
Quem nunca usou meia calça na vida??? Nem aquelas branquinhas cheias de corações quando criança?
Eu já usei várias, desde as coloridas até as estampadas.  Mas você sabe a história dessa peça que hora está na moda e hora está fora de moda, mas que nunca sai das prateleiras das lojas?
Alguns historiadores contam que os Egípcios foram os primeiros a vestir meias.. Na verdade eram pedaços de pano amarrados nos dedos dos pés… Mas não se vê registros disso, só mesmo das sandálias feitas de palha, papiro ou fibra de palmeira… E quem usava eram os nobres. O povão andava descalço!
Em 1589, a Rainha Elizabeth I começou a usar seus primeiros pares de meia de seda! Os homens dessa época usavam meias muito mais do que as mulheres, pois até o século 20 uma senhora nunca poderia mostras as pernas.
Nos anos 20 o comprimento dos vestidos e saias começou a mostrar um pouquinho das pernas, e nesses casos a meia era obrigatória. Incialmente era de seda ou rayon, e só depois dos anos 40 começou a ser produzida com nylon.
O nylon era utilizado originalmente apenas como linha de pesca! Mas em 1939, Dupont descobriu a fibra e começou a confeccionar meias! A Dupont bombou, tanto que é conhecida até hoje!
Nos anos 40 e 50,  a meia-calça estava presente nas produções de atrizes e dançarinas em filmes e teatros! Como destaque, a atriz e dançarina Ann Miller, que deixou a meia mais popular com filmes como “Daddy Long Legs”…
Em 1953, Allen Gran, de Glen Raven Knitting Mills desenvolveu a “Panti-Legs”mas ainda não era comercializada… Então Sr. Ernest G. Rive inventou seu próprio design (muito similar ao que usamos hoje) e em 1956 patenteou a ideia! O design foi adotado por outros, causando disputas nos EUA!!
Em 1960, começou a ser produzida com elastano, deixando-a mais confortável.. E com a vinda  minissaia, virou um item fashion necessário!
A partir dos anos 70 a popularidade só aumentou…
E hoje temos no mercado diversas cores, estilos, estampas, material e modelos.
Além do mais, com a democratização da moda, podemos fazer diversas combinações, desde as mais diferentes até as mais tradicionais com saia lápis, meia calça preta e scarpin.

 

 

 

 

 

 

E você, é ou já foi adepta da meia calça?  Qual seu estilo?  Conte para nós!!
Eu gosto de todas, só não uso aquelas de cor da pele pq nunca ficam da cor da minha pele, aí acho estranho rsrs

Tags: ,

Páginas12345678... 18»