A onda dos cosméticos orgânicos, veganos e naturais

Se tem um segmento de mercado que só cresce (mesmo que seja pouco) é o dos cosméticos, e com a onda dos cosméticos orgânicos, veganos e naturais, isso só tende a aumentar.

Mas você sabe o que é um cosmético orgânico e o que ele pode fazer por você?

Cosméticos orgânicos, veganos e naturais, como acompanhar essa onda

Já sabemos que o mundo atual está a cada dia se preocupando mais com o meio ambiente, sustentabilidade e principalmente em como as coisas são produzidas.

Seguindo a mesma vibe do crescimento dos alimentos orgânicos, naturais e veganos, a industria de cosméticos não poderia fica pra trás. Não é a toa que esse tipo de produto tem feito muito sucesso.

É claro que é preciso se atentar para não comprar gato por lebre 🙂

Eu sempre indico esse tipo de compra de pequenos produtores, mas já temos várias marcas grandes produzindo bons produtos nesse segmento e com preços bem acessíveis.

Então antes de tudo, entenda o que é um produto orgânico e quais os benefícios ele pode trazer pra sua saúde e de sua pele.

A técnica mais procurada nos cursos profissionais de maquiagem.
CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS DO CURSO SMOKEY EYES

Diferença entre cosméticos orgânicos, veganos e naturais

Sim, tem diferença entre esses 3 tipo de cosméticos, mas muita gente não sabe. Para a maioria eles são todos iguais, mas diferem tanto na forma de produção quanto nos ativos presentes na formula.

Cosméticos convencionais

Esses são os mais comuns nas prateleiras de mercados, farmácias e perfumarias.

Apesar de serem regulamentados pela ANVISA, eles não tem certificação ambiental. Em sua composição podemos encontrar parabenos, sintético e petrolatos. Fora que a grande maioria deles é testado em animais.

Cosméticos naturais

A maior diferença dos cosméticos naturais é o uso de matérias-primas e princípios ativos cuja origem pode ser considerada natural. Além disso, as substâncias químicas sintéticas têm seu uso restringido.

Aqui no Brasil existe uma lista de substâncias proibidas nesse tipo de cosméticos e eles não podem ser testados em animais.

Fiquem atentos, se os produtos tem selo do IBD (Instituto Biodinâmico) ou ou do Ecocert. Se tiverem, é pq atendem o requisitos mínimos das exigência para um cosmético natural.

Um cosmético para ser considerado natural deve possuir no mínimo 95% do total das suas matérias-primas de origem natural e os 5% restantes por matérias-primas orgânicas e/ou sintéticas, desde que esses ingredientes não atendam pelo nome de Parabenos, Petrolatos, Triclosan, Mercúrio, Óleo mineral, Hidroquinona, PEGs, Imidazolidinyl Urea, Diazolidinyl Urea, Lauril Sulfato de Sódio, Lauril Éter Sulfato de Sódio, BHA, BHT e Silicone.

Cosméticos orgânicos

A grande diferença aqui é que os produtos devem ser produzidos dentro de um ambiente de sustentabilidade, ecologicamente correto e com responsabilidade social.

Aqui também é proibido o uso de agrotóxicos, organismos geneticamente modificados e adubos sintéticos. Os ingredientes são naturais e produzidos de forma orgânica.

Eles tem baixa capacidade alergênica e por serem mais puros, a pele absorve melhor e o produto rende mais. Também precisam de selo.

A Ecocert, empresa que certifica os cosméticos da Simple Organic, por exemplo, determina que um cosmético orgânico deve possuir, no mínimo, 95% das suas matérias-primas certificadas como orgânicas. Os 5% restantes podem ser compostos por água e/ou matérias-primas vegetais.

Cosméticos veganos

Aqui a coisa é bem mais séria pq veganismo é um estilo de vida, não está somente restrito a produtos. Então quem escolhe esse tipo de cosméticos é pq realmente tem uma vida mais balanceada e se preocupa com a saúde em todos os sentidos.

O cosmético vegano é livre de ingredientes animais ou derivados de animais. Isso inclui cera de abelha, sebo de carneiro, albumina, gelatina e muitos outros. E, claro, não existem testes em animais aqui.

Nesse tipo de cosmético podemos encontrar substâncias sintéticas e naturais, mas nunca matéria prima de origem animal. O selo é expedido pelo SVB (Sociedade Vegetariana Brasileira)

Um cosmético vegano não significa que ele seja natural ou orgânico. Ele pode ser inteiramente sintético e, ainda assim, continuar sendo vegano.

Mas pq entrar na onda dos cosméticos orgânicos, veganos e naturais?

Primeiro e super importante é que são produtos mais naturais e por isso mais saudáveis. O processo de produção é sustentável tanto para a natureza quando para a comunidade.

Para produzir um produto orgânico, por exemplo, é preciso ter o cuidado para utilizar embalagens recicláveis, retornáveis, biodegradáveis ou de uma forma que acarrete a redução e/ou compensação de danos.

Além das grandes empresas, que hoje em dia estão mais antenadas e produzindo esse tipo de cosméticos, também é possível comprar de pequenos produtores, assim você ajuda a comunidade local e apoia uma causa mega justa.

Os grandes causadores de alergias, presentes nos produtos comuns, são substâncias proibidas nos cosméticos vegano, natural e orgânico, logo, sua saúde agradece.

Leia também: Água micelar para os cabelos, será que funciona?

Outro fator benéfico de um produto orgânico é que com a ausência do uso de pesticidas, a natureza acaba fazendo a sua seleção natural, apenas as melhores plantas chegarão à sua fase madura, portanto, o material utilizado será mais rico em vitaminas essenciais, minerais e metabólicos secundários. Estes nutrientes serão repassados diretamente para o produto final, otimizando ainda mais os seus benefícios.

Eu poderia escrever um livro falando dos benefícios de se usar esse tipo de produto, mas acho que o que realmente convence é você usar e sentir na pele (literalmente) tudo o que eles podem oferecer 🙂

Mundo Balai

Balai nasceu para trazer inovação e tratamento diário aos variados tipos de cabelos, através dos mais nobres ativos do mundo. Tudo foi cuidadosamente desenvolvido sem que fosse esquecido do meio ambiente e as causas animais.
Fórmulas High Performance que proporcionam bem estar e hidratação aos mais variados tipos de fios capilares. .

By Balai
  • Organic Friendly
  • Cruelty Free
  • Vegan
  • Produtos livres de: sulfetos, parabenos e corantes artificiais.

Linha Fava Tonka

Originárias da Amazônia, as sementes de Fava Tonka tem propriedades anti-inflamatórias e agem diretamente no bulbo capilar, proporcionando hidratação profunda além de contribuir para fios macios, brilhantes e sedosos.

Tenho usado essa linha já tem um bom tempo e meus fios loiros estão amando. Vocês sabem que cuidar de cabelos descoloridos não é tarefa fácil, mas Balai tira isso de letra.

Lá nos stories eu sempre compartilho com vocês sobre os cuidados com os meus cabelos, então vocês podem conferir todos os detalhes por lá e ainda tirarem a prova de quanto meus fios estão bem cuidados 🙂

11 comentários em “A onda dos cosméticos orgânicos, veganos e naturais

  1. Que post completo, você explicou muito bem a diferença entre os cosméticos orgânicos, veganos e naturais. Eu estou migrando para os cosméticos naturais aos poucos, quando acaba um cosmético convencional eu o substituo pelo natural e sinto os benefícios dessa mudança

    1. Eu também estou nessa fase da migração, em alguns produtos como os de pele eu sinto bastante diferença, já nos cabelos as diferenças por enquanto são poucos rs Mas ainda assim estou dando preferencia aos naturais.

    2. Eu estava pensando sobre isso hoje mesmo, estou tentando consumir produtos que agridam menos o meio ambiente, as vezes é difícil, mas pelo menos no mundo dos cosméticos, essa opção está cada dia mais fácil 😀

      1. Acho que a maior dificuldade hoje em dia é que as informações nem sempre são verdadeiras, então as vezes achamos que estamos usando um produto vegano que na verdade não é 🙁 Mas, pelo menos o mercado está crescendo e espero que isso melhore com o tempo

  2. O post está super completo, parabéns!
    Eu estou optando por produtos veganos agora, tanto em maquiagem quanto em cosméticos no geral. Acho importante apoiar esse novo jeito de fazer produtos.

    1. Então, eles nem sempre aparecem em todas as prateleiras, o que é triste. Mas atualmente inclusive grandes marcas como Skala e salon line tem investido em produtos que sejam veganos. Então pode ser que vc já tenha usado algo mas nem sabia que era 🙂

  3. Que post maravilhoso. Eu descobri os orgânicos por causa de uma crise terrível de alergia. Precisei parar de usar creme, protetor, perfume., até sabonete me causava problemas e uma amiga me apresentou os produtos que ela fazia a partir de ervas que ela mesma cultivava. Foi a minha salvação. Nunca mais voltei para a indústria e não tive mais reações. Minha pele está saudável e não sofri mais com os efeitos do sol, como antes.
    Mas eu não conhecia nada além dos que eu uso. Muito bom saber que existem outras opções.

    1. Você sabe que eu comecei a usar esse tipo de produto pelo mesmo motivo. Minha pele é muito sensível, protetor solar industrializado eu não posso nem ver que já me dá alergia, aí tive que procurar alternativas e foi quando caí nos organicos 🙂

  4. Que ARRASO de post, Erica! Tão bom ver alguém disposta a dar as informações completas assim… O que, como, onde, sabe? Até os órgãos responsáveis por cada categoria, sério, você é incrível!
    Eu tô bem na onda repensar meu consumo devagar para que ele fique cada vez mais sustentável e até inclusivo, priorizando pequenas produções para algumas coisas e/ou pesquisando origem pra outras… Acho importante a gente se questionar nem que seja um pouquinho, sabe? Porque a tendência é o mercado se importar mais com isso (ainda bem!) e a gente também, não importa o tamanho dos passos que dá em direção ao avanço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo