Responsive image

outubro 18, 2018

O macarrão dentro da dieta mediterrânea

Postado por Erica

Quando se fala em dieta mediterrânea muita gente acha que as massas são proibidas.  Engano, vc pode sim comer macarrão.

Então vamos começar do começo e saber o que é e como funciona a tão famosa dieta do mediterrâneo.

E claro, daremos dicas de como incluir o macarrão de forma saudável.

O que é a dieta do mediterrâneo

O nome “dieta do mediterrâneo” é baseado na alimentação dos países banhados pelo mar Mediterrâneo: Italia, Espanha, Grecia, Egito…

O cardápio inclui principalmente peixes, legumes, verduras, oleoginosas, leite e derivados, azeite de oliva, vinho e ervas.

Carne vermelha, produtos industrializados e ricos em açúcar são praticamente excluídos desse tipo de dieta.

Alguns alimentos que são marca registrada dessa dieta

Existem alguns alimentos são automaticamente associados a dieta mediterrânea:

Azeite de oliva

O óleo advindo das azeitonas é uma fonte de gordura e abundante na maioria das preparações da dieta mediterrânea.

No entanto, seus benefícios à saúde vêm exatamente da qualidade das gorduras que ele possui: o azeite é rico em ômega-9, um ácido graxo monoinsaturado conhecido por melhorar o perfil do colesterol, reduzindo o colesterol LDL (considerado ruim) e aumentando o colesterol HDL (considerado bom), entre outros benefícios.

Peixes

Devido à proximidade com o Mar Mediterrâneo, as pessoas que seguem esse plano alimentar costumam comer grandes quantidades de peixe, em uma frequência de até quatro vezes por semana.

Os peixes de águas mais profundas são ricos em ômega-3, um ácido graxo poli-insaturado com propriedades anti-inflamatórias, capaz de reduzir os triglicérides e colesterol total e também reduzir a incidência de doenças neurodegenerativas.

Oleaginosas

As oleaginosas, como as amêndoas, nozes e castanhas também contém boas quantidades de ômega-3, entre outras gorduras mono e poli-insaturadas. Além disso, devido a sua quantidade de gordura, elas são boas fontes de vitamina E, um nutriente antioxidante e em selênio, um mineral importante e mais difícil de encontrar na alimentação.

Vinho

O vinho tinto especialmente é rico em antocianinas e resveratrol. O último é um polifenol que evita formação de placas gordurosas nas artérias, além de reduzir o risco de alguns tipos de câncer.

Já as antocianinas são antioxidantes naturais que combatem o envelhecimento.

O macarrão dentro da dieta mediterrânea

O macarrão e outras massas são marca registrada de países como a Italia, que é um dos países em que a dieta mediterrânea se faz presente.

Mas muita gente acha, que macarrão faz mal a saúde e consequentemente não pode fazer parte de uma dieta dita como saudável.

Mas existem diversos tipos de massas de macarrão e quem vai nos explicar isso é a Barilla.

Linha integrale

Seguindo o rígido padrão europeu, a linha Barilla Integrale é produzida 100% com trigo integral, sendo uma ótima fonte de fibras e com baixo índice glicêmico.

Diferentemente de outros produtos integrais, Barilla Integrale é reconhecido pelo sabor, textura e tonalidade similar a uma massa regular, sem perder todos os benefícios de uma massa integral grano duro.

Linha 5 cereali

A linha 5 Cereali apresenta propriedades únicas, sendo rico em fontes de fibras e ideal para o bem-estar.

A consistência do trigo grano duro, combinado com a doçura do milho, em conjunto com espelta, centeio e cevada integrais que fornecem fibra e sabores únicos.

Nas versões Pennette e Spaguetti,  a linha é importada da Itália e não contém sódio nem gordura trans.

 

Linha sem glúten

Sempre Al Dente, a linha Barilla Glúten Free é preparada com milho branco, milho amarelo e arroz, uma receita exclusiva de sabor equilibrado.

É uma opção ideal para quem abriu mão do glúten, mas não do prazer de compartilhar uma massa deliciosa com toda a família.

Como incluir o macarrão na dieta mediterrânea

As duas primeiras opções da Barilla são as melhores opções: Integrale e 5 cereali.  Já quem não gosta do grano duro pode optar pela linha sem glúten.

Imagine receitas onde estejam presente peixe, azeite, oleoginosas e leguminosas.  Algumas opções:

  • Macarrão alho e azeite com peixe;
  • Salada de macarrão e queijo;
  • Salada de macarrão com grãos;
  • Macarrão com sardinha, ervas, azeite e nozes;
  • Macarrão com molho de iogurte;
  • Salada de macarrão com frutas e legumes crus.

Veja que as opções são muitas!  E o segredo para não engordar comendo o macarrão é manter as proporções ideais, ou seja, o macarrão não deve ser usado como prato principal e sim um acompanhamento.

Benefícios da dieta mediterrânea

Para encerrar, vamos falar um pouco dos benefícios da dieta mediterrânea para a nossa saúde.

  • Proteção cardiovascular.
  • Prevenção ao diabetes.
  • Protege e estimula a atividade cognitiva.
  • Reduz os riscos de alguns tipos de câncer, como: de pulmão, de laringe, de faringe, do estômago e esôfago.
  • Melhora a prisão de ventre.

É claro que esse post foi só a pontinha do iceberg pq esse é um assunto muito rico em detalhes e informações, mas espero que o texto tenha despertado sua vontade de conhecer um pouco mais.

Fiquem ligadinhas lá no insta @mulherzinhas_sa que vão rolar algumas receitinhas bem fáceis de fazer 🙂

Agora me contem, vocês alguma vez já pensaram em seguir a dieta mediterrânea?  Já conheciam os detalhes sobre ela?

Tags: , , , , ,

10 Comentários

Deixe o seu Comentário aqui!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *